A água mineral possui várias propriedades e benefícios para o nosso organismo. Além de nos permitir cobrir as necessidades de água de que precisamos para viver, a cada um de seus componentes apresenta uma série de qualidades benéficas para a nossa saúde. Isso sim, tem que estar muito pendente do rotulagem do frasco ou garrafa, já que deve sempre cumprir com as regulamentações e oferecer aos consumidores todas as informações necessárias sobre o produto. Do mesmo modo, não podem prometer efeitos medicinalesni propriedades curativas, já que estariam infringindo a legislação. A legislação sobre águas embaladas é clara e estabelece uma série de requisitos obrigatórios. Assim, deve informar acerca da sua composição, o local de origem e data de preferência de consumo. Além disso, podem conter, de forma opcional, dicas sobre a manipulação e o consumo do produto, tais como: "Proteger da luz solar", "Conservar em local limpo, fresco e seco" ou "consumir em 2-3 dias seguintes à abertura". Com a etiqueta, a empresa de engarrafamento é responsável pela identidade, qualidade, composição e integridade do produto na embalagem que são perfeitamente fechados e não danificados. Por sua parte, os consumidores, devemos estar sempre pendentes de sua conservação ou de uma manipulação indevida, porque a deterioração no produto seriam responsabilidade nossa. Em qualquer caso, as regras sobre a rotulagem de embalagens de água e de águas embaladas obrigam os fabricantes a incluir sempre dados sobre a denominação de venda, data de consumo preferencial, composição analítica e tratamentos legalmente permitidos. As propriedades permitidas na rotulagem e as exigências são: · Mineralização muito fraca (até 50 mg/l de resíduo seco) · Oligometálicas ou de mineralização fraca (até 500 mg/l de resíduo seco) · Mineralização forte (mais de 1.500 mg/l de resíduo seco) · Bicarbonatada (mais de 600 mg/l de bicarbonato) · Sulfatada (mais de 200 mg/l de sulfatos) · Clorurada (mais de 200 mg/l de cloreto) · Cálcica (mais de 150 mg/l de cálcio) · Magnésico (mais de 50 mg/l de magnésio) · Fluoretada ou que contém fluoretos (mais de 1 mg/l de fluoretos) · Ferruginosas ou que contém ferro (mais de 1 mg/l de ferro bivalente) · Acidulada (mais de 250 mg/l de CO2 livre) · Sódica (mais de 200 mg/l de sódio) · Indicada para a preparação de alimentos para crianças ou para dietas pobres em sódio (até 20 mg/l de sódio). · Pode ter efeitos laxantes · Pode ser diurética Todas essas menções podem ser incluídos na base a análise físico-químicos e, se necessário, de exames farmacológicos, fisiológicos e clínicos realizados segundo métodos cientificamente reconhecidos segundo a legislação relativa a este tema. Todas as águas embaladas devem conter, na etiquetagem, a denominação de venda, para permitir a sua comercialização. Se ele foi adicionado dióxido de carbono à água, se pode utilizar a expressão "Espumante". Atualmente, são permitidas as seguintes denominações de águas naturais: · Águas minerais naturais · Águas de nascente · Águas potáveis preparadas · Água potável preparada proveniente de nascente ou captação · Água de abastecimento público preparada A respeito das mais vendidas de todos, as águas minerais naturais, a sua origem só pode ser subterrâneo e seu surto, de manancial, o que permite que você mantenha intactos todos os seus recursos minerais e de composição. O rótulo deve informar sempre o nome do manancial ou recrutamento, bem como do local de trabalho, se é de origem espanhola, deve-se adicionar o município e a província.