A psoríase é uma doença de pele que provoca inflamação (dor, vermelhidão, inchaço). Freqüentemente, a psoríase origina placas de pele grossa e escamosa de cor vermelha, que causam coceira e dor. Costumam aparecer no rosto, cotovelos, joelhos, couro cabeludo, as palmas da mão ou na parte baixa das costas, entre outras. A psoríase é causada por pelo funcionamento defeituoso do sistema imunitário que provoca um excesso de produção de células da pele. Geralmente, a cada 30 dias, a pele se renova com novas células que são colocados primeiro na parte inferior e, posteriormente, quando atingiram a maturidade suficiente, são colocados na parte superior, durante um mês. Este processo é chamado de renovação celular, e em caso de psoríase acelera de tal modo que as células psoriásicas atingem a superfície da pele em cerca de cinco dias. As células da pele com psoríase crescem e formam as placas características desta doença. Trata-Se de uma doença genética e hereditária. Mas nem sempre é herdada, e de fato, há casos em que os filhos com antecedentes que sofrem psoríase têm uma alteração genética, mas não chega a se desenvolver este transtorno. Isto se deve a que sua aparência também é motivada por fatores exógenos que podem favorecer o seu aparecimento como: -Infecções crônicas. -Estados de estréso tensão psicológica. -Mudanças bruscas no clima, que podem secar a pele. -Alguns medicamentos. -Alterações hormonais. -Obesidade. -Traumatismos. -Doenças como a artrite reumatóide. Para detectar a psoríase há que valorizar o aspecto da pele. Costuma começar com uma ou mais pequenas placas que se formam muito escamosas. Embora as primeiras podem desaparecer facilmente, depois aparecem outras que podem ser de grande superfície. O tratamento da psoríase é bastante personalizado, já que depende da gravidade da doença e da tolerância do paciente diante de certos medicamentos.