O presunto serrano possui um alto valor nutricional devido à quantidade de minerais que tem como ferro, zinco, cálcio, fósforo, magnésio e além disso, é uma grande fonte de vitaminas do complexo B (vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B6 e vitamina D. Tem propriedades semelhantes ao óleo de oliva, por isso que a metade da gordura que contém são insaturadas (gorduras boas). As gorduras desempenham um papel essencial no nosso organismo, já que nos fornecem energia, constituem estruturas celulares, podem conter vitaminas lipossolúveis, além de darem sabor e cheiro dos alimentos. Graças ao seu alto teor em ferro, o presunto pode ser o aliado perfeito para prevenir a osteoporose. Especialmente durante a fase da menopausa (protege da perda de massa óssea) e na velhice. O consumo deste alimento rico em fases iniciais da vida (infância, adolescência ou juventude) pode nos ajudar a reduzir a incidência de osteoporose em fases posteriores. O consumo diário recomendado de ferro para um homem adulto é de 10 mg para mulheres adultas 15 mg, em mulheres grávidas 25 mg, e em crianças de 10 mg A arterioseclerosis ou aterosclerose é uma síndrome caracterizada pelo depósito e infiltração de substâncias lipídicas nas paredes das artérias de médio e grosso calibre. A arterosclerosis é a primeira causa de morte no ocidente. Ter o colesterol alto pode ser muito prejudicial, já que, quando se combina com o cálcio armazenado nas paredes arteriais, destruindo a sua elasticidade e dando lugar ao aparecimento da aterosclerose. Portanto, podemos afirmar que o colesterol pode influenciar o aparecimento da aterosclerose, o que dificulta o fluxo de sangue e provoca distúrbios cardíacos e circulatórios. O presunto serrano é uma fonte rica em ácidos graxos, para destacar o ácido oleico, que ajuda a melhorar os níveis de colesterol LDL (mau colesterol) e HDL (bom colesterol). É um alimento que se pode incluir no tipo de dieta, mesmo as de baixa caloria, além disso tem efeitos que beneficiam o nível de colesterol plasmático.