A dentofobia é um medo paralisante grave a procurar atendimento odontológico. Não ser capaz de submeter-se a exames orais, podem afetar a saúde dental e o bem-estar geral, e isso pode ter consequências graves. Além dos dentes e das gengivas, pode afetar a capacidade de comer e digerir, e levar a sérias limitações em seus compromissos sociais. – A primeira coisa que você deve fazer é admitir suas fraquezas e ser capaz de dar-se conta de que o medo pode ser superado, já que o medo é uma conduta aprendida. Quando você está expondo seu medo, a comunicação é a chave, e você deve se sentir confortável para expressar suas preocupações e, sentindo que você está ouvindo. – Quando você está tentando lidar com o seu medo, você vai ser muito útil que alguém te acompanhe. O apoio que essa pessoa se vai dar, pode ser toda a motivação que você precisa para superar este medo. – Você deve estabelecer um senso de controle, você tem o direito de ouvir a explicação completa e esclarecimento dos procedimentos de qualquer uma das propostas que lhe sugerira o dentista. Seja honesto com ele, sobre a sua tolerância à dor, já que se você controla a situação, você não vai se sentir tão ansioso e pode tomar suas próprias decisões. – Não se sinta envergonhado, não se sinta temoral julgamento social. Seja honesto sobre seus pensamentos e permite que o seu dentista se presente opções diferentes que podem aliviar seu medo. – Realiza técnicas de relaxamento. No momento em que você se sente na cadeira do dentista, provavelmente, irá começar a sentir um diferente nível de nervosismo. A forma mais fácil de eliminar ou diminuir a tensão é através do relaxamento físico, uma vez que você tenha dominado a arte do relaxamento físico, você deve incorporar o método com o aspecto mental. Fonte Imagem Thinkstock.