A ansiedade é um mecanismo natural que está presente em nossas vidas para sempre. Seja por um exame, um primeiro encontro, um encontro ou uma viagem, é normal que o corpo reage com um certo grau de ansiedade diante de uma situação nova, que pode ser positiva ou negativa. A ansiedade nestes casos, ajuda-nos a enfrentar essas situações inovadoras de uma forma mais eficaz. No entanto, em algumas situações e pessoas, a ansiedade ultrapassa um limite normal e torna-se um verdadeiro problema. A pessoa que sofre se dá conta de que já não é um episódio temporário, mas que se transforma em um estado geral de preocupação, de sofrimento, de que já não controla a sua vida. Nestes casos, estamos falando de uma resposta patológica que acarreta uma série de experiências que podem ser muito desagradáveis. Quando a ansiedade se torna generalizada pode chegar a condicionar bastante a vida das pessoas, que caem em desespero por não saber o que lhes acontece. Além disso, segundo a ansiedade apodera-se de que essa pessoa, aparecem uma enorme lista de sintomas, que podem variar em sua intensidade e número de acordo com o grau de ansiedade que se sofra de: taquicardia, medo constante de que lhe aconteça algo ou a morrer, tremores nas extremidades, dores e dores por todo o corpo, mal-estar geral, sudorese, dores e rigidez muscular, insônia, sensação de perda de controle, dificuldade de concentração, distúrbios digestivos de muito diferente... Todos estes sintomas agravam ainda mais a ansiedade, daí que seja fundamental estar nas mãos de um médico especialista, que nos explicar o que está nos acontecendo e estabelece um tratamento que nos fará sentir muito melhor. Estes sintomas aparecem durante todo o dia e se prolongam no tempo, é o que chamamos de ansiedade generalizada. Em contrapartida, em outras pessoas o nível de ansiedade se mostra em níveis normais, mas se intensifica em momentos pontuais, com a aparição de toda a série de sintomas que dissemos acima. É o que se conhece como Transtorno de pânico. O tratamento da ansiedade assenta em dois pilares: ansiolíticos e tratamento psicoterapeútico. Geralmente, é um problema que responde muito bem ao tratamento, especialmente se é precoce e se combina o tratamento psicoterapêutico com o farmacológico. Além disso, é importante que a pessoa que sofra de ansiedade, siga algumas dicas que lhe vão ser de grande ajuda para combatê-la: – Fazer exercício físico nos ajudar a controlar a ansiedade, descarregar as tensões e alongar os músculos. Além disso, irá ajudá-lo a descansar melhor à noite. – O descanso é fundamental, daí que seja importante dormir 7-8 horas de cada dia e respeitar os horários. Do mesmo modo, evite os estimulantes, já que possam alterar o seu sonho. – Ter uma dieta variada e equilibrada, com abundância de alimentos frescos e fibra, e reduzindo o consumo de alimentos ricos em gorduras e açúcares. – Fala com outras pessoas, não te metas em seu mundo. Seu parceiro, a família e os amigos podem ajudar-te a sentir-se melhor. – Aprenda a relaxar. Quando se sofre de ansiedade, os músculos se tensionam, o que provoca espasmos que agravam a situação. – É importante aprender técnicas de respiração do diafragma. Deste modo, você estará ajudando a ventilar os pulmões e a oxigenar o sangue, por isso que muitos de seus cólicas, dores e dores musculares desaparecem.