A manteiga é um alimento habitual em nossa dieta. Em Portugal é usado, principalmente, para a elaboração de produtos de pastelaria e sobremesas, enquanto em outros países é usado para cozinhar todos os tipos de pratos. Apesar de que se tende a pensar que contém muitas gorduras e não faz bem ao nosso organismo, a manteiga é muito nutritiva e traz benefícios essenciais. Sua origem animal, implica que a sua composição de gorduras saturadas seja 70%, as monoinsaturadas 36% e 4% de polinsaturadas. Contém cerca de 250 mg de colesterol para cada 100 gramas de manteiga. A manteiga contém vitamina D, que é muito benéfica para a saúde dos nossos ossos e a absorção do cálcio. Tem outras vitaminas lipossolúveis inerentes a gordura como Vitamina A e Vitamina E. Entre suas propriedades, há que se destacar que contém uma alta quantidade de sódio e é também, um dos alimentos com mais iodo. Isso ajuda a regular o nosso nível de energia e o funcionamento adequado das células. Além disso, o iodo presente na manteiga ajuda a regular em boa parte o nosso colesteroly fortalece o cabelo, a pele e as unhas. Somado a isso, o iodo tem um papel fundamental na regulação hormonal da tireóide. Portanto, é fundamental para as mulheres grávidas e lactantes. Outro dos benefícios do iodo é que contribui para o funcionamento normal da maioria das glândulas. É importante para o sistema imunológico. Não obstante, convém moderar o consumo deste alimento. Não é um alimento recomendado para pessoas que querem seguir uma dieta para emagrecer. Também não é aconselhável para pessoas com um nível de colesterol elevado no sangue. As doenças relacionadas com o colesterol alto devem-se ao consumo em excesso de carboidratos simples, mas, se é verdade, em pequenas quantidades, é saudável e contribui de fato para o desenvolvimento cerebral das crianças. Fonte imagem thinkstock